jogatina

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
SAÚDE

Doação de sangue espontânea melhora o estoque do Hemopa

Por Redação - Agência PA (SECOM)
06/01/2015 16h27

O comparecimento de candidatos à doação de sangue está começando a melhorar no início deste ano. Na segunda-feira (5) foram registrados 227 voluntários na sede da Fundação Hemopa e 91 na Estação de Coleta Hemopa-Castanheira, que funciona desde dezembro do ano passado no andar térreo do Pórtico Metrópole, que dá acesso ao shopping localizado na BR-316, KM-01. O bom movimento resultou em 257 doações, que atenderão 1.028 pacientes internados na rede hospitalar. Com a retomada da rotina após as festas de final de ano, que provocou redução significativa no número de doações, a gerência de Captação de Doadores (Gecad) do hemocentro vem convocando antigos e novos doadores para restaurar o estoque estratégico, tendo em vista a crescente demanda transfusional.

Segundo a assistente social Juciara Farias, titular da Gecad, os tipos mais comuns de doação são as espontâneas, com 72%. As doações hospitalares atingem 28%. “Precisamos exercitar o hábito da doação voluntária, e não esperar que uma situação próxima aconteça para efetuar a coleta de sangue. São milhares de pessoas que diariamente precisam de transfusão para sobreviver”, disse Juciara, informando que a doação direcionada para um parente ou amigo também pode ajudar outras pessoas, tendo em vista que nem sempre o tipo de sangue é compatível para quem o ato é destinado. “Ao final, todos acabam sendo beneficiados com a solidariedade”, ressaltou.

A vontade de ajudar a salvar a vida da filha de uma amiga levou a servidora pública Thayana Araújo Guimarães, 27 anos, moradora do bairro Batista Campos, em Belém, a realizar sua primeira doação de sangue nesta terça-feira (06), na sede do Hemopa. “Soube ontem à noite que a filha de uma colega de trabalho, de apenas um mês de vida, vai passar por uma cirurgia delicada e precisará de sangue. Imediatamente pensei em ajudar vindo aqui. É uma importância muito grande, ainda mais quando a vida de uma criança está envolvida”, disse a voluntária, que se tornará uma doadora regular, e ainda convenceu o enteado de seu pai a também praticar o gesto solidário.

Atendendo a um pedido, Victor Ricardo Santos Puga, 18 anos, tem o mesmo tipo sanguíneo da menina que será operada, O Positivo. Estudante do curso de Direito, ele atendeu à solicitação de Thayana e também fez sua primeira doação. “Já pensava em doar, mas não tinha o peso necessário. Por isso, quando ela me ligou, não pensei duas vezes. Ajudar seja quem for é o principal e o mais importante”, afirmou o morador do bairro São Braz.

Doador: candidatos com boa saúde, peso acima de 50 kg e idade entre 16 anos completos e 69 anos. Menor de 18 anos somente pode doar com autorização dos pais ou responsáveis. É necessário portar documento de identidade original e com foto e não precisa estar em jejum. O homem pode doar a cada dois meses, e a mulher a cada três meses.

Serviço: A Fundação Hemopa fica na Travessa Padre Eutíquio, 2109, e realiza coleta de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18 h, e aos sábados, das 7h30 às 17 h. Mais informações pelo fone 0800 280-8118.

jogatina Mapa do site