jogatina

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
EDUCAÇÃO

Alunos e professores do Estado vão poder fazer intercâmbio no Canadá

Por Redação - Agência PA (SECOM)
04/03/2015 17h02

Estudantes do ensino médio e professores da rede estadual de ensino receberão bolsa para fazer intercâmbio linguístico e cultural em escolas públicas canadenses. O secretário de Estado de Educação, Helenilson Pontes, assinou nesta quarta-feira (4) memorando de entendimento com a Associação Canadense de Escolas Públicas – Internacional (ACP-I) e a organização não governamental (ONG) Language Canada. A diretora executiva da ACP-I, Bonnie Mackie representou a entidade canadense.

O memorando de entendimento assinado visa promover a assistência mútua em matéria de educação nas áreas de aprendizado das línguas inglesa e intercâmbio e gestão de escolas públicas. O Pará é o quarto Estado brasileiro a promover intercâmbio com estudantes de escolas públicas do Canadá. São Paulo, Minas Gerais e Pernambuco têm o mesmo intercâmbio, destinado somente a alunos.

Helenilson Pontes explica que o objetivo é dar oportunidade aos alunos e professores de ter uma experiência em um dos sistemas educacionais mais avançados do mundo. “Com este intercâmbio pretendemos enviar nossos alunos e professores para uma experiência inédita na rede estadual de ensino, que é ter uma experiência humanística em conhecer outra cultura e ver a realidade da educação no mundo”, comenta.

O consultor jurídico da Seduc, Fagner Feitosa, explica que a seleção dos alunos será feita com as notas em disciplinas como inglês, matemática e ciências. Aos pré-selecionados será ofertado um curso de inglês com duração de seis meses. A seleção final será feita com base no desempenho dos alunos no resultado do curso que será ofertado pela ACP-I. “Esta é uma quebra de paradigma porque será oferecida ao estudante de escolas públicas uma oportunidade que é realidade apenas para estudantes de maior poder aquisitivo”, frisa.

A ACP-I é uma associação de 100 distritos e conselhos escolares da rede públicas canadenses que fornecem programas educacionais para estudantes internacionais no mundo inteiro. Os estudantes participantes do programa recebem uma bolsa e podem escolher viver com uma família canadense durante o curso no Canadá.

Os três programas desenvolvidos pela ACP-I e que podem ser desenvolvidos pela Seduc envolvem o compartilhamento de conhecimento acadêmico, cultural e tecnológico entre estudantes, professores, e outros profissionais da educação; intercâmbio de experiências de gestão e lideranças nas escolas; e desenvolvimento do ensino do idioma inglês na rede estadual de ensino público. Dependendo do programa, o intercâmbio terá duração de um a seis meses.

Segundo Lívia Bezerra e Silva, funcionária da embaixada do Canadá em Brasília e do escritório do Governo do Canadá em Recife, responsável pelo contato entre o governo canadense, empresas e governos das regiões Norte e Nordeste, foi assinado um acordo similar com o governo pernambucano em que a primeira iniciativa foi o Programa “Ganha o Mundo”, similar ao programa Ciências sem Fronteiras, do governo federal, em que os alunos da rede pública passam por um intercâmbio de seis meses no Canadá.

Somente no primeiro ano do programa, 400 alunos da rede de ensino daquele Estado participaram do programa. No segundo ano foram 600 e, no ano passado, cerca de 830 alunos foram para o Canadá passar seis meses e assistir a aulas do ensino médio. “São famílias de alunos muito simples que muitas vezes não saíam nem de sua cidade e agora têm oportunidade de estudar em outro país”, explica.

jogatina Mapa do site