jogatina

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
INCENTIVO

'Marajó Sustentável' discute aquisição de crédito para seringueiros atendidos pelo projeto

Lançado em 2022 pelo Governo do Pará, o projeto visa capacitar extrativistas para a cadeia produtiva da borracha

Por Rose Barbosa (SEDAP)
06/02/2024 14h35

A equipe interinstitucional responsável pela execução do Projeto de Reativação dos Seringais Nativos do Arquipélago do Marajó - "Marajó Sustentável" - se reuniu na manhã desta terça-feira (6) na sede da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), em Belém, com a finalidade de ajustar a viabilização do crédito rural para financiar os seringueiros atendidos pela iniciativa.

O “Marajó Sustentável” foi lançado em novembro de 2022 pelo Governo do Pará com a finalidade de capacitar extrativistas para a cadeia produtiva da borracha - da extração à comercialização.Gestores da Sedap e Emater discutiram projetos para ajustar a viabilização do crédito rural

O Projeto atende produtores dos municípios de Portel, Anajás e Melgaço. A previsão é atingir 5.320 famílias. As ações são desenvolvidas pela Sedap e Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-PA). Por meio de Termo de Fomento, a Sedap repassou recursos para o Polo de Proteção da Biodiversidade e Uso Sustentável dos Recursos Naturais (Poloprobio),  localizado em Castanhal (Região Metropolitana de Belem), uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip). O repasse é destinado à capacitação dos multiplicadores  e aquisição de equipamentos utilizados na atividade extrativista, como cuia para colher, bica para o látex escorrer na cuia, capacete, botas e reagente para ajudar no processamento da borracha.

Força-tarefa - De acordo com ao coordenador Regional do Marajó, Sidney Miranda, técnicos da Emater formarão uma força-tarefa para elaborar os projetos, para que o financiamento seja viabilizado aos seringueiros. “Essa ainda é a nossa primeira reunião deste ano. Traçamos primeiramente isto como meta de médio prazo do programa”, adiantou Sidney Miranda.

Ano passado, a equipe do Projeto Marajó Sustentável realizou capacitações e prospecção conjunta em áreas de seringais nativos nos municípios atendidos, entre os quais Anajás e Breves, passando pela Reserva Extrativista de Mapuá.

Da reunião nesta terça-feira participaram o coordenador do "Marajó Sustentável", Ariolando Belfort, os fiscais Thiago Leão e o coordenador Regional do Marajó Sidney Miranda. Pela Emater estiveram presentes os diretores técnicos Ozias Aquino, Carlos Edilson, Rosival Possidônio e o consultor técnico Paulo Soares.

jogatina Mapa do site