jogatina

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
ENSINO DE QUALIDADE

Escolas em Parauapebas investem em equipamentos o 'Dinheiro na Escola Paraense'

Computadores, luminárias e eletrodomésticos são adquiridos com maior rapidez devido à autonomia da gestão garantida pelo governo do Estado

Por Governo do Pará (SECOM)
01/02/2024 19h46

O Programa “Dinheiro na Escola Paraense” (Prodep), iniciativa do governo do Estado, está proporcionando mais qualidade ao ensino, além de conforto e comodidade nas escolas estaduais do município de Parauapebas, na Região de Integração Carajás, sudeste paraense. A iniciativa garante que a própria gestão da unidade, em parceria ativa com o Conselho Escolar, conduza os investimentos de acordo com as necessidades específicas de cada escola.

Computadores e outros equipamentos garantem mais recursos pedagógicosA Escola Estadual Crescendo na Prática, a 21 quilômetros do centro de Parauapebas, na zona rural, atende 680 alunos, os recursos foram utilizados para aquisição de geladeiras, fogão industrial, ventiladores, louças para merenda escolar, bebedouro, freezer e estantes. O investimento no Centro de Mídias foi a principal aplicação do Prodep, permitindo a compra de computadores, notebook, televisão, caixa amplificada e microfone.

“Esse recurso trouxe dignidade para nós, para a escola, porque a gente conseguiu adquirir equipamentos que a escola, em toda a sua história, não tinha adquirido. Para nós, deu qualidade na estrutura, qualidade no ensino, e mais identidade. Para os alunos significa uma referência. Eles ficaram muito felizes de ter, por exemplo, um computador, uma televisão para poder passar uma aula, ter acesso à internet com qualidade, tudo isso trouxe dignidade. A escola, hoje, pode dar essa qualidade, onde eles podem usar a tecnologia digital”, disse Messias Marques, diretor da escola.Alunos reconhecem a importância dos investimentos para melhorar o ambiente escolar

“Agradeço ao governo do Estado por nos proporcionar uma melhor educação e qualidade de vida, com um novo espaço escolar e equipamentos como televisão, computador e freezer”, ressaltou Thablyne da Silva, aluna da "Crescendo na Prática".

Na Escola Carlos Henrique, que atende  212 alunos no turno da noite, a direção optou por adquirir refletores e lâmpadas para reforçar a segurança no local. Também foram comprados panelas, botijão de gás e freezer, para equipar a cozinha e contribuir para uma alimentação de qualidade aos alunos, além de notebooks.

“A Escola está toda iluminada. O 'Dinheiro na Escola' melhorou significativamente a unidade e o nosso atendimento aos alunos. Eles têm iluminação e segurança, que é o que a gente prioriza no turno da noite. Ele veio garantir isto”, informou Alenice Pereira, vice-diretora da Escola Carlos Henrique.

Valorização - Para o estudante Eduardo Siqueira, os alunos começaram a ser valorizados. “Eu vejo a questão da iluminação que teve aqui na escola, porque ano passado estava com esse problema, e esse ano já resolveram. Melhorou muito a questão da iluminação, porque era um pouquinho escuro, e agora já tá melhor. Isso é uma forma de ver que os alunos estão sendo ouvidos”, reforçou o estudante do 3º ano do ensino médio.

Na Escola General Euclydes Figueiredo, a gestão escolar empregou o valor do programa na merenda e limpeza nas salas de aulas. “Uma das coisas que a gente mais reparou foi que as salas estavam totalmente pintadas, limpas, haja vista que antes doía nos olhos com algumas imagens obscenas. Hoje ela está maravilhosa, assim como a qualidade na alimentação”, destacou a aluna Paula Costa.Cozinhas melhor equipadas contribuem para a qualidade da merenda escolar

Autonomia - O Programa "Dinheiro na Escola Paraense" é uma iniciativa que potencializa e confere autonomia para o desenvolvimento de ações nas escolas, cujo objetivo principal é fortalecer a gestão escolar, possibilitando que as unidades aprimorem sua infraestrutura física e pedagógica. Com a verba, as escolas podem melhorar suas instalações, com reformas, reparos e aquisição de materiais didáticos e equipamentos.

O investimento também visa proporcionar um ambiente adequado e estimulante aos estudantes, promovendo engajamento, desenvolvimento pleno de suas habilidades e aumento dos índices de desempenho da educação básica.

Texto: Bianca Rodrigues - Ascom/Seduc

jogatina Mapa do site