jogatina

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
EDUCAÇÃO

Governo do Estado anuncia envio de projeto de lei para garantir aumento do salário de professores para 2024

A partir de 1º de abril de 2024, data base dos professores, o novo salário inicial será garantido, no valor de R$ 8.289,87

Por Governo do Pará (SECOM)
01/02/2024 16h19

Em mais uma demonstração de que educação é prioridade no estado do Pará, o Governador Helder Barbalho anunciou o envio de um Projeto de Lei (PL) para a Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa) que garante o piso salarial do magistério para 2024. Hoje, o Pará é pioneiro em garantir o reajuste e passará a pagar o novo valor inicial: R$8.289,87, mais R$ 1.000,00 em vale-alimentação. Os valores serão creditados a partir da data base, que é 1º de abril de 2024. O PL será encaminhado na próxima terça-feira (06), no início do ano legislativo da Casa. 

"Vou dar um spoiler aqui: terça-feira estarei na Assembleia Legislativa para o início do ano letivo e levarei a lei já garantindo que o Estado do Pará vai pagar o piso do magistério de 2024 para os nossos professores. Quando chegar a database, que é 1º de abril, esses novos valores já estarão garantidos, mantendo nosso compromisso de pagar o piso do magistério", adiantou o governador do Estado Helder Barbalho.

Com a medida, já partir do mês de abril, o Governo do Pará seguirá pagando o maior salário médio do país: o valor de R$ 11.447,48, de acordo como Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia do Governo Federal, além de pagar o segundo maior salário inicial do Brasil, de acordo com o Movimento Profissão Docente, alcançando o novo valor inicial de R$ 8.289,87, mais R$ 1.000,00 em vale-alimentação. 

"Essa é uma grande notícia para todos os nossos professores da rede estadual. Nós já pagamos o maior salário médio do Brasil, mas o governador Helder Barbalho também vai garantir, para esse ano, mais um aumento, considerando o reajuste do piso do governo federal que paga mais de 40% a menos do que pagamos no salário inicial dos nossos professores. Educação também se faz com reconhecimento dos nossos profissionais. Avançamos muito em 2023, mas já estamos avançando mais ainda em 2024!", disse Rossieli Soares, secretário de Estado de Educação do Pará.

Texto: Marcelo Júnior/Ascom Seduc

jogatina Mapa do site