jogatina

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
AGRICULTURA

Expansão e qualidade da citricultura resulta do trabalho preventivo executado pela Adepará

Fiscalização permanente e orientação aos produtores são oferecidas pelas equipes da Agência nos polos de citrus

Por Ivana Barreto (ADEPARÁ)
09/01/2024 11h19

Com dois polos cítricos nas regiões Nordeste e Oeste, o Pará vem ganhando mercado internacional devido à qualidade dos produtos. Terceiro em produção de limão e sétimo de laranja, o Pará conta com o trabalho da Agência de Defesa Agropecuária do Estado (Adepará), fundamental para manter as plantações livres de pragas quarentenárias, como o cancro cítrico, a pinta preta e o greening, principais doenças que podem prejudicar a cadeia produtiva.

O município de Capitão Poço, no polo da região Nordeste, é um grande produtor de laranja, com 500 mil toneladas/ano, mantendo aproximadamente 90% de área plantada do Estado. No município também vem crescendo a produção de limão e tangerina, e ganhando mercados em outros estados brasileiros e países da Europa. Hoje, já são considerados os melhores do País.

Atualmente, 800 propriedades em Capitão Poço estão cadastradas na Adepará, que realiza os serviços de inspeção constante para garantir a qualidade das frutas.

Rafael Haber, fiscal agropecuário e gerente de Defesa Vegetal da Adepará, explica que o trabalho vai além da detecção de pragas quarentenárias. “Nós mantemos a vigilância constante por meio dos levantamentos de detecção de campo, educação sanitária e fiscalização do trânsito, para proteger os polos. São muitas famílias que vivem do cultivo nas regiões, e a Adepará vem trabalhando intensamente para manter o status fitossanitária”, ressalta.

O auxiliar de campo José Batista de Sousa, da Regional da Agência em Capitão Poço, informa que há também preocupação com os defensivos agrícolas, para que não causem danos às plantações e ao meio ambiente. “Nossa preocupação também inclui a qualidade dos defensivos. Orientamos os produtores para que estes produtos sejam adequados, para não prejudicar os frutos de exportação e o meio ambiente”, acrescenta.

Além das inspeções nas propriedades, a Agência de Defesa faz a fiscalização no trânsito para evitar que as pragas entrem no Estado, principalmente nos polos cítricos, por meio de mudas oriundas de locais contaminados. Fiscaliza ainda os pontos de venda de plantas e defensivos agrícolas.

Economia - A produção de citrus gera emprego e renda, contribuindo para o desenvolvimento econômico do Estado por meio da agricultura familiar, já que parte dos produtores faz o cultivo em grupos familiares.

O município de Capitão Poço também é beneficiado com a instalação da primeira fábrica de suco de laranja do Pará, considerada a maior do Norte e Nordeste do País. A fábrica é inspecionada pela Adepará, que verifica a adequação das embalagens, critérios sanitários, e documentação, sempre visando ao desenvolvimento econômico do Estado.

Importância da Agência - Com três áreas de cultivo de laranja, limão e tangerina, que produzem mais de 5 toneladas anualmente, Júlio César Caneta, agricultor e filho de proprietário rural, gera emprego formal e informal, mantendo mais de 10 pessoas com certeira assinada em suas propriedades. Durante a safra, em agosto, emprega mais de 30 trabalhadores. 

Júlio César destaca o papel da Adepará em defesa da sanidade das produções. “A importância do trabalho da Adepará hoje, para nós, é controlar pragas. Auxilia também na parte de adubação, de defensivos agrícolas, para utilizarmos corretamente. Todo esse trabalho melhora a qualidade das nossas frutas. Ganhamos mercado com isso e exportamos para outros Estados”, diz o agricultor.

O principal importador da produção de Júlio César é o Estado do Maranhão. Para que chegue ao Estado precisa de Guia de Transporte Vegetal (GTV), emitida pela Agência de Defesa, e que atesta a qualidade da produção. “As guias atestam a qualidade dos frutos. Sem elas, perderíamos mercado. Se não houvesse a fiscalização realizada pela Adepará não poderíamos vender, escoar nossa produção”, afirma Júlio César.

Produto saudável - Além de contribuir com o desenvolvimento da economia paraense, as frutas cítricas são muito importantes para a saúde, principalmente a laranja, que auxilia na prevenção de doenças cardiovasculares e anemia. 

“A laranja é rica em fibras, vitamina C, vitamina B1, folato, e é um ótimo antioxidante e anti-inflamatório. Assim, o consumo da fruta fortalece o sistema imunológico, previne anemia e protege de doenças cardiovasculares. Consumir a laranja é essencial para a saúde”, enfatiza a nutricionista Susy Anne de Moraes.

jogatina Mapa do site