jogatina

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
8 DE JANEIRO

Governador do Pará afirma que democracia no Brasil é inegociável

Em Brasília, Helder Barbalho participou do evento que marcou um ano dos atos golpistas

Por Leonardo Nunes (SECOM)
08/01/2024 17h54

O governador Helder Barbalho participou do evento pró-democracia, realizado nesta segunda-feira (8), no Congresso Nacional, em Brasília. O evento marcou um ano da invasão e da depredação das sedes dos Três Poderes, em Brasília. Na oportunidade, Helder afirmou que os valores democráticos do país são invioláveis e inegociáveis.

"Todos defendemos a democracia e temos na força popular e, acima de tudo, na legitimidade que a democracia proporciona, a forma de respeito às vontades da população, o respeito às instituições, às leis do nosso país. Deve-se, neste momento, reafirmar que a democracia no Brasil é algo inegociável e é algo que deve estar a ser valorizado por tudo e qualquer cidadão deste país", afirmou o governador do Pará.

"Desta forma, como governador do Pará e presidente do consórcio de governadores da Amazônia, estar aqui é reafirmar que a Amazônia brasileira valoriza a democracia e quer cada vez mais um país que, através da democracia, garanta justiça social e direitos a todos os cidadãos", completou Helder.

O chefe do Executivo Estadual ponderou ainda que a democracia é um valor comum da sociedade e não possui bandeira política específica.

"A democracia não tem dono, a democracia não tem partido, não tem ideologia, a democracia é da sociedade brasileira. Que ela fortaleça as instituições para que possamos aprimorar o acesso à políticas públicas e aos direitos da população, para que os brasileiros possam viver num país melhor".

Democracia Inabalada

O ato "Democracia Inabalada", segundo o Governo Federal, é para lembrar o povo sobre uma tentativa de golpe, que foi superada pela democracia do país.

Participaram do ato o presidente da república, membros do Governo Federal,  governadores, parlamentares, empresários, magistrados e representantes do Congresso Nacional.

jogatina Mapa do site