jogatina

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
SAÚDE

Hospital Regional do Marajó promove prevenção de transtornos no pós-parto

Unidade oferta atendimento de psicologia para os cuidados da saúde mental de pacientes gestantes e após a realização de partos

Por Ascom (Ascom)
19/09/2023 16h22

Durante o puerpério, o período que abrange as semanas ou meses após o parto, algumas mulheres podem experimentar transtornos psicológicos. A Depressão Pós-Parto, também conhecida como depressão puerperal, é um dos transtornos psicológicos mais conhecidos que podem afetar algumas mulheres após o parto.

Além da depressão pós-parto, outros transtornos psicológicos que podem ocorrer no puerpério incluem Transtorno de Ansiedade Pós-Parto, Transtorno Obsessivo-Compulsivo Pós-Parto e outros. Com o intuito de melhorar, cada vez mais, a assistência prestada aos usuários da região e reduzir transtornos psicológicos no período que sucede o parto das mulheres marajoaras, o Hospital Regional Público do Marajó (HRPM), em Breves, proporciona às mulheres internadas o serviço de psicologia.

A psicóloga Clínica da unidade hospitalar, Joliane Cruz, explica que o serviço é responsável por realizar atendimento psicológico, acolhimento, escuta empática e qualificada, orientações e suporte emocional aos usuários. No contexto da maternidade, tem como foco proporcionar e manter os cuidados, saúde mental e fluidez às mães, gestantes e puérperas, durante o processo de hospitalização.

Psicóloga Joliane Cruz realizando atendimento psicológico a uma usuária do HRPM“Esses atendimentos podem ocorrer no Ambulatório, Espaço da Gestante, Enfermaria de Obstetrícia e Ginecologia, UTI Neonatal e UTI Pediátrica. Esse serviço também auxilia na prevenção da fragilidade emocional e das mudanças decorrentes do processo de gestar e parir, bem como acolher e orientar a rede de apoio familiar durante o período de maternagem”, esclareceu a psicóloga.

Também psicóloga do HRPM, Maira Cecyanne Costa, destaca a importância do entendimento de que esses transtornos não são resultado de fraqueza ou falha da puérpera, mas de uma combinação complexa de fatores físicos, hormonais, emocionais e sociais que podem afetar a saúde mental no período pós-parto.

É fundamental que as mulheres e suas famílias estejam cientes desses transtornos e busquem ajuda, se necessário. Salatiane dos Santos de Souza, 36 anos, usuária do HRPM precisou internar sua filha na UTI Neonatal e comparou psicólogas como família durante a internação hospitalar, pois essas profissionais dispõem e escutar das aflições dos pacientes e de conversas, orientando e acalmando, o que ajuda muito a reduzir o estresse e ansiedade quando a internação é longa e não tem outros acompanhantes para ter companhia.

“Tenho problema de hipertensão, então a ansiedade piorava esses picos hipertensivos. Quando tive o acolhimento com a psicóloga, entendi que precisava me acalmar para saber mais sobre os cuidados com a minha filha, a partir disso, a minha pressão estabilizou e me pude sentir mais tranquila e segura para enfrentar e superar a internação junto à minha filha. Muito obrigado às psicólogas do regional. Elas são essenciais”, agradeceu a professora.

Dados – Em 2022, o Hospital Regional do Marajó realizou quase 500 partos e proporcionou mais de 4.400 atendimentos de psicologia. O HRPM é uma unidade de saúde do governo do Pará administrada pelo Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH), em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

O Hospital presta assistência de média e alta complexidade para aproximadamente 300 mil habitantes do sudoeste marajoara, que compreende os municípios vinculados ao 8° Centro Regional de Saúde (CRS) - Anajás, Bagre, Breves, Curralinho, Gurupá, Melgaço e Portel. Serviço: O Hospital Regional Público do Marajó está localizado na Avenida Rio Branco, nº 1.266, no centro de Breves. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones: (91) 3783.2140 / 3783.2127.

jogatina Mapa do site