jogatina

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
AGROPECUÁRIA

Adepará adverte: atualização do cadastro de suínos ajuda na prevenção de doenças

Alerta é feito no Dia Nacional do Suinocultor, cuja atividade econômica envolve 33 mil propriedades com 560 mil animais cadastrados na Agência

Por Rosa Cardoso (ADEPARÁ)
24/07/2023 08h00

Agente da Adepará inspeciona espécime em uma propriedade no estado: cadastro ajuda no combate a doenças entre suínosO Brasil é o quarto maior produtor e exportador de suínos do mundo. No Pará, segundo dados da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará), a criação de suínos é uma atividade desenvolvida em mais de 33 mil  propriedades do território paraense. 

O último levantamento da Agência, referente a julho de 2023, mostra que o número de suínos cadastrados é de mais de 560 mil animais. Marabá, no sudeste do Pará,  é o município com o maior rebanho desses animais no Estado, de acordo com os registros da Regional da Adepará no município. 

Essa cadeia produtiva recebe atenção do Serviço Veterinário Oficial, que atua nas atividades de profilaxia, controle ou erradicação de enfermidades de impacto econômico, sanitário ou de saúde pública relacionados à suinocultura, como a peste suína africana (PSA) e a peste suína clássica (PSC), doenças virais graves que causam grandes perdas produtivas e econômicas.

Para garantir a sanidade desse rebanho, a Adepará alerta produtores para a importância de atualizar o cadastro dos animais, que é obrigatório e pode ser feito em uma unidade da Agência no município onde está localizada a propriedade.

A fiscal estadual agropecuária Elaine Queiroz, gerente do Programa Estadual de Sanidade Suídea (PESS), explica que essa atualização do cadastro é importante “para que a Agência de Defesa tenha o controle da quantidade de animais cadastrados e possa realizar adequadamente o controle de doenças e o saneamento dos rebanhos, se for necessário. Assim, possibilitamos maior garantia da qualidade dos produtos no Estado e a venda destes produtos com maior valor”.

Sem custo - De acordo com a médica veterinária, a atualização do cadastro não tem custo algum para o produtor rural. “Quem ganha com essa atualização é o produtor rural, pois, com a garantia da qualidade dos produtos, aumentam as chances de vendas e de melhoria de preços. A atualização cadastral de todas as espécies também demonstra a realidade regional, inclusive possibilitando a oferta de cursos, eventos, verbas públicas e trabalhos direcionados de acordo com as necessidades regionais”, ressaltou.

A Adepará recomenda que o produtor fique atento ao manejo correto dos animais, sempre aplicar as medidas de biosseguridade nas propriedades para prevenir a introdução e disseminação do vírus, já que não existe vacina ou tratamento para a PSA. Por isso, são responsabilidades do produtor rural:

- Manter o cadastro do estabelecimento de criação atualizado;

- Disponibilizar, sempre que solicitado, registro atualizado de produtividade e sanidade do rebanho;

 - Criar e manter seus animais em condições adequadas de nutrição, manejo e profilaxia de doenças;

 - Comunicar imediatamente a Adepará qualquer suspeita de doença no rebanho.

 - Não alimentar suínos com restos de comida, salvo quando submetido a tratamento térmico que assegure a inativação do vírus da Peste Suína Clássica.

Dia do Suinocultor - Comemorado no dia 24 de julho, a data foi instituída pela Câmara dos Deputados em 2012. O Brasil ocupa o 4º lugar entre os países produtores dessa proteína animal e o Estado de Santa Catarina é o maior produtor nacional. 

Serviço - Os produtores devem cadastrar os animais na Adepará do seu município.  Dúvidas podem ser esclarecidas com o Programa de Sanidade Suídea no email tal-kaptan.com@aol.com

jogatina Mapa do site